Empreendedorismo e home office – Negócios para começar em casa

1
148
A crise causada pela pandemia da Covid-19 antecipou uma tendência de trabalho remoto

O fato de termos vivido o período de maior isolamento social deste século, por conta da pandemia da Covid-19, acabou por obrigar muitos profissionais a fazerem suas tarefas de trabalho dentro de casa, no chamado home office. Foi uma alternativa encontrada pelas empresas para manter as atividades.  Além de trabalhar como empregado, é possível ser empreendedor sem sair de casa. 

Confira neste artigo dicas de pequenos negócios e atividades que podem ser iniciados sem sair de casa. São opções para quem deseja abrir uma empresa, começar um empreendimento ou apenas ganhar uma renda extra.  

Vender alimentos

Se você tem o dom da culinária, pode colocar em prática seus conhecimentos e cozinhar para vender. 

Para quem entende de forno e fogão, bolo é uma maneira relativa simples de ganhar dinheiro com pouco investimento. Vender brigadeiros ou marmitas também são boas opções. 

Outra opção que está na moda é a marmita saudável. Muita gente não sabe preparar alimentos saudáveis em casa e prefere pedir comida pronta. Apostar em alimentos especiais, como os sem glúten ou sem lactose também é uma boa opção. 

Revenda produtos

Atualmente existem muitas lojas e marcas que utilizam revendedores para seus produtos. Material esportivo, roupa íntima, bijuterias, utensílios para a casa, entre muitos outros. Opções não faltam. Escolha a que mais agrada você e se enquadre com seu perfil. 

O ecommerce virou tendência após o avanço da pendemia do coronavírus. 

Trabalhe como freelancer

Você já deve ter ouvido falar no termo freelancer, não é mesmo?  A palavra vem do inglês e significa um profissional que trabalha de forma autônoma e faz o serviço de maneira independente. Além disso, pode ter vários empregadores. 

Em resumo, o freelancer executa uma determinada atividade  para quem o contrata e, posteriormente, recebe pelo trabalho. Outra diferença do profissional é que não precisa trabalhar no ambiente da empresa. Normalmente trabalham de suas casas ou escritório próprio. 

Fazer um “freela”, como normalmente dizem, serve tanto para aumentar a renda quanto para seguir uma carreira. É comum que designers, fotógrafos, jornalistas, publicitários, entre outros, trabalham desta forma. Mas para ser um freelancer basta qualificar-se na sua área e oferecer seu serviço. 

Ficou interessado? Confira algumas plataformas online onde, dependendo de sua especialidade, você pode começar o seu primeiro freela.

  • Fiverr;
  • Workana;
  • Freelancer;
  • Rock Content;
  • FlexJobs;
  • Remote OK;
  • Skip The Drive;
  • 99Freelas;
  • NearJob.

Produto digital

Se você entende do que faz, mas acredita que não se enquadra em trabalhar como freelancer, uma outra alternativa, que você também pode trabalhar de casa e com pouco recurso é criar um produto digital. E o que são esses produtos? São todo material que é comercializado na internet. Ou seja, que agregue algum valor a quem compra. 

Também é conhecido como infoproduto, pois tem a função de instruir ou informar o cliente sobre um determinado assunto. Exemplos de produtos digitais são aqueles com conteúdos em áudio (audiobook, por exemplo), vídeo e texto. E isso inclui os cursos online, webinários (seminários online) e livros digitais (ebook). 

E porque falamos que você não tem custo? Porque você não precisa de produção, logística, transporte, já que tudo é online. Mas não é só você que ganha. O consumidor também, pois está disponível apenas com alguns cliques na internet. 

Antes de mais nada, você precisa escolher qual o tipo de infoproduto que utilizará. O ebook é o mais usado, mas os conteúdos em vídeos estão em crescimento. Tem os webinários, audiobook… 

Mas uma dica para você encontrar o produto perfeito é escolher o que se sente à vontade para expressar seu conhecimento e que se adeque ao seu público. Depois disso, é preciso elaborar um infoproduto diferenciado do que está no mercado. Isso vai ajudar na hora da venda.

Consultoria online

Você possui um conhecimento mais técnico como voltado para os negócios, contabilidade, direito ou vendas e acha que ser freelancer ou produzir um infoproduto a sua área? Calma, temos a solução. Você pode realizar o serviço de consultoria online. Isso mesmo, é uma maneira de passar seu conhecimento para outras pessoas ou empresas pela internet.

  • DICA: Todo empreendimento precisa de boa gestão! O sistema ERP online tem funcionalidades que otimizam a rotina: notas fiscais, boletos, ordens de serviços, contabilidade, PDV, finanças etc. Conheça!

Mas não é apenas nas áreas citadas acima. O mercado da consultoria online está em expansão. Na verdade, um consultor pode ser um profissional de qualquer área que possa ajudar a diagnosticar problemas e apontar formas de solucioná-lo e, assim, alcançar os resultados satisfatórios. 

Ficou interessado na área? Uma maneira de você começar a trabalhar como consultor é criar perfis nas redes sociais, sites ou blogs, a fim de divulgar seus serviços e, quem sabe, conseguir clientes. 

Aulas virtuais

Ainda no mundo virtual, você pode ser um professor online. É uma maneira de ganhar dinheiro com seu conhecimento sem sair de casa. Mas aí você pensa em desistir por não ter uma formação para de disciplinas tradicionais como Português e Matemática. Mas, via internet, você pode ensinar qualquer conhecimento.

Finanças pessoais, culinária, dança, violão, inglês, entre muitas atividades que podem ser dadas para qualquer local do mundo. Existem sites que ajudam a encontrar alunos, como Engoo ou Getninjas. 

E olha a vantagem de dar aula online de casa: você não terá custos com sala de aula ou produzir materiais didáticos físicos. E por onde dar essas aulas? Simples! Você pode utilizar as redes sociais ou o YouTube para a transmissão ao vivo. Ou, o mais simples, por meio de chamada de vídeo por aplicativos como WhatsApp ou Zoom. 

Programa de afiliados

Lembra dos produtos digitais ou infoprodutos? Você pode ganhar dinheiro sem sair de casa com eles. Quer saber como? Seja um afiliado de uma plataforma que venda esses produtos elaborados por outras pessoas. Em resumo, você indica o material, feito por outro, e recebe comissões pelas vendas feitas. 

E onde você pode indicar esses produtos para outras pessoas comprarem. Você pode utilizar seu site, blog ou até mesmo redes sociais para indicar o link onde o produto está à venda, ou seja, você passa a ser um revendedor online.

Diferentemente de quem cria o infoproduto, o afiliado tem a vantagem de não precisar investir no produto desde o zero. Ele apenas se cadastra em um programa de afiliados, escolhe um determinado infoprodutos e começa a divulgar o link para vender. 

Confira as principais plataformas de afiliados:

  • Afilio
  • Hotmart
  • Monetizze
  • duzz
  • ClickBank
  • UOL Afiliados
  • Lomadee
  • Amazon Associados