App de educação financeira cria Trader’s Life para conquistar jovens

0
256
Para aumentar a interação, o jogo permite também que os participantes se conectem via Facebook
Com 10 unidades em operação, a rede está em pleno processo de expansão.

Empresa que atua como Mesa Proprietária listada na B3, acaba de lançar um app de celular que ensina como é investir na Bolsa de Valores. É o Trader’s Life que, por meio de gamificação, insere o jogador no dia a dia de uma operação de daytrade.

Ao mostrar as flutuações das ações em uma linha do tempo, a novidade orienta os jogadores na tomada de decisão de compra ou venda.

A participação dos jogadores no Trader’s Life é acompanhada no início por um tutorial que apresenta um passo a passo para avançar no jogo, explicando cada conceito presente no dia a dia de operações reais de uma Bolsa de Valores.

O aplicativo mostra, por exemplo, que se uma “Vela” (ou Candle, em inglês) de monitoramento de uma ação subiu, significa que ela se valorizou. E, em contrapartida, ensina que se a ação desceu é porque houve perda de dinheiro.

Bruno Strahm | MundoEmpresa | Conteúdo relevante






A ATOM S/A possui o maior time de traders da América Latina e por ser uma prop trading, a empresa financia traders para operar o seu capital, sem riscos. Agora, se lança no mercado de app com o Trader’s Life

Para promover engajamento, a medida que os jogadores evoluem no jogo vão mudando de “Bolsa de Valores”. Dessa forma, a primeira etapa é representada por operações em São Paulo, depois há várias cidades, entre elas Nova Iorque, até chegar na final que é Dubai.

Para dar significado ao desempenho dos jogadores, todos começam com uma casa de decoração simples que poderá ser incrementada com os créditos conquistados nos pregões fictícios da Bolsa de Valores.

Propósito

A iniciativa da ATOM S/A, que também é detentora da ATOM Educacional – a única rede de franquias do país focada no ensino da profissão de daytrade, tem como propósito mostrar de maneira lúdica que investir na Bolsa de Valores é uma forma de investimento acessível para todos os que se dedicarem a aprender a atividade e a acompanharem os factuais que impactam o mercado financeiro.

“Os brasileiros possuem receio de investir em ações, então queremos popularizar o mercado financeiro. Nos Estados Unidos esse tipo de investimento é muito popular, 65% das pessoas tem esse costume. Mas aqui temos apenas 1.5 milhão de pessoas físicas que investem na B3, o que é muito pouco para um país como o Brasil. Isso ocorre porque recebemos pouca educação financeira, sendo assim, pensamos que Bolsa de Valores é um bicho de sete cabeças”, aponta Carol Paiffer, CEO da ATOM Educacional.

Disponível para download gratuito nas lojas Apple e Android, o novo aplicativo visa ser, então, mais um recurso educacional para que tanto adultos como crianças possam se aproximar do universo de daytrade e se familiarizem com o conceito de operações diárias na Bolsa de Valores. Para aumentar a interação, o jogo permite também que os participantes se conectem via Facebook com seus amigos e acompanhem a evolução de suas casas, ou seja, do sucesso de cada um no jogo.