Uma criptomoeda com o propósito de aliar as facilidades do modelo virtual com seu lastro atrelado ao crédito de emissão de carbono na Amazônia. Esta é a ideia principal da AmazonasCoin, uma nova criptomoeda brasileira apresentada ao público durante última edição da Feira do Polo Digital de Manaus.

A moeda digital será lançada ao preço unitário de US$0,16 a partir de dezembro deste ano. No entanto, as operações de aquisição já podem ser realizadas no site da empresa.

A AmazonasCoin ainda vai ajudar a financiar projetos verdes na Amazônia, por exemplo: preservação de quelônios e prevenção de queimadas.

Diferencial para outras criptomoedas

Ao contrário das outras criptomoedas disponíveis para compra e venda, a AmazonasCoin não possui conexão com forex trading, ou marketing multinível, mas sim, com seu preço ligado ao crédito de emissão de carbono, segundo o co-founder da plataforma, Clynson Oliveira.

“A moeda foi criada e correlacionada com o crédito de carbono, a medida que ele sobe, o valor da moeda também. A previsão do Banco Mundial é que o crédito de carbono chegue a US$80 dólares em 2030”, comentou Oliveira.

Investimento em projetos verdes

Mais importante que ganhos obtidos, o total de 25% do que for conseguido durante a mineração vai para projetos verdes que ajudam na preservação da Amazônia como o de prevenção a queimadas, proteção de quelônios e pesquisas em fontes de energia renovável.

“Fora o propósito que tornar mais fácil o acesso a serviços bancários e financeiros a pessoas que têm essa dificuldade. Queremos possibilitar que as pessoas possam comprar pães, por exemplo, utilizando a AmazonasCoin”, explicou.

Leandro Tapajós/ME Quem quiser comprar a criptomoeda antes de seu lançamento oficial irá gastar US$0,16 centavos de dólar

Etapa comercial do AmazonasCoin

A partir de 2020 a plataforma se abre para que novos projetos verdes sejam inscritos além dos que já receberão parte da renda.

A janela também vale para atrair investidores anjo com interesse em financiamento desses projetos.

ROI alta para mineradores

Para pessoas que queiram se cadastrar como mineradores pelo IdoPool, a projeção de retorno do investimento é alta, de acordo com a AmazonasCoin.

Estima-se que o ROI (Return of Investiment) gire em torno de 150% em cima do que foi investido para trade de compras e ganhos mensais para mineradores.

“Temos tecnologia pronta, banco digital pronto, banco cripto pronto, e aproximadamente 62 milhões de moedas mineradas”, completou Oliveira.

Conforme seus idealizadores, quem adquirir a AmazonasCoin poderá trocar por outras, ou mesmo por dinheiro vivo. Portanto, quanto maior for o volume de transações e operações realizadas por quem adquirir a moeda, maior será a valorização dela perante outras criptomoedas, valorizando o Exchange com bitcoins ou por moeda fiduciária (Fiat).

Unidade de crédito de carbono

Após acordos internacionais do meio ambiente, como o Protocolo de Kyoto, chegou-se ao modelo de ’Créditos de Carbono’. São certificados emitidos para pessoa ou empresa que reduziu sua emissão de gases nocivos na atmosfera.

Ou seja, 1 tonelada de dióxido de carbono (CO2) corresponde a um crédito de carbono e esse crédito pode ser negociado no mercado internacional.