6 dicas de livros para empresários e futuros empreendedores

Livros sobre grandes feitos, ou fracassos, são uma ótima fonte de inspiração para quem é empresário ou ainda deseja empreender em um negócio próprio, e entrar no mundo dos negócios

0
391
Dicas de livros para empresários

Empreender é o sonho de muitos, mas este sonho pode acabar em pesadelo sem a orientação e tomada de atitudes corretas. Além dos preparativos de sempre – pesquisa de mercado, plano de negócios, planejamento estratégico, etc -, é muito útil a pessoa preparar-se para empreender. Essa preparação deve levar em conta leituras e pesquisas sobre histórias de empresários e tipos de negócios que vieram antes.

O MundoEmpresa listou 6 dicas de livros para empresários, obras essenciais para quem deseja entrar no mundo do empreendedorismo. Confira neste texto as sugestões de leitura para quem é empreendedor, ou deseja se tornar um, tendo seu próprio CNPJ e investindo no sonho de abrir um negócio próprio.

Dicas de livros para ler antes de empreender

Por vezes, a vontade de empreender e paixão falam mais alto que a racionalidade e isto pode ser fatal para qualquer negócio. Como na vida, é importante balancear seu amor por algo com a inteligência e perspicácia na hora de tomar decisões essenciais.

As experiências positivas e negativas são sempre uma ótima fonte de inspiração e de planejamento correto, visando minimizar possíveis erros no processo de colocar em prática um plano de negócios.

Há certos livros que são verdadeiras bíblias para empreendedores iniciantes e veteranos, sempre com algum ensinamento para esclarecer o leitor. A lista de sugestões de livros para quem deseja empreender, ou já possui um negócio reúne as obras:

  • Pai Rico, Pai Pobre
  • O investidor inteligente
  • O Mito do Empreendedor
  • O lado difícil das situações difíceis: Como construir um negócio quando não existem respostas prontas
  • Aventuras Empresariais
  • O Monge e o Executivo

Confira abaixo detalhes sobre cada uma das dicas de livros para os empresários:

Pai Rico, Pai Pobre

Este best-seller escrito ainda na década de 1990 trouxe um verdadeiro apanhado sobre novos aspectos da vida financeira familiar e de como isto pode ser essencial para a vida futura dos filhos.

Afinal, qual a maneira mais correta de se lidar com o dinheiro e conseguir independência financeira? O autor, Robert Kiyosaki, escreve sobre como é importante fazer os filhos entenderem melhor a respeito de finanças, investimentos, transações comerciais e despesas pessoais.  ‘Vá para a escola, tire notas altas e depois procure um trabalho seguro.’, este é o pior conselho que se pode dar a um jovem, segundo Kiyosaki, pois vivemos em um mundo de transformações ininterruptas e que as regras aplicadas aos nossos pais e avós já não são as mesmas.

Ainda de acordo com ele, a escola falha ao negligenciar os alunos noções racionais de tratamento do dinheiro. Hoje, os jovens possuem cartão de crédito antes mesmo de entrar na faculdade e possuem dívidas grandes que não sabe como as liquidar sem a ajuda dos pais.

Podemos tirar como mensagem da leitura que, para se atingir um nível de sobriedade e inteligência financeira com os investimentos certos, deve-se ensinar os jovens a trabalhar com o dinheiro e não trabalhar para conseguir dinheiro, como é ensinado a maioria das pessoas.

O investidor inteligente

Mais uma obra indicada na lista de dicas de livros para empresários, “O investidor inteligente” nos traz alguns pilares aplicáveis a todos os aspectos de uma vida financeira correta: inteligência financeira, pleno conhecimento do mercado ao qual ele pretende inserir-se e visão a longo prazo.

Pode parecer trivial, mas estes ensinamentos compilados no livro pelo autor Benjamin Graham no livro lançado ainda em 1949 formou uma série de discípulos ao redor do mundo, incluindo Warren Buffet, talvez o mais famoso discípulo de Graham.

O livro buscar educar investidores individuais a reconhecer bons negócios, seja no mundo imobiliário, na bolsa de valores e empreendimentos interessantes que podem gerar lucros futuros.

Big Stock Photo Aprender com a experiência de terceiros sempre faz bem para a atualização profissional

O Mito do Empreendedor

Lançada na década de 1980, ‘O Mito do Empreendedor’ é de autoria de Michael E. Gerber e talvez a obra mais emblemática do mundo sobre o assunto.

Gerber ensina seus leitores a sempre manter uma atitude positiva diante dos inúmeros desafios de iniciar um negócio próprio. Planejamento, estruturação empresarial e a atitude mental correta para lidar com situações difíceis que inevitavelmente irão ocorrer são essenciais na visão do autor.

Além disso, Gerber torna clara a necessidade de treinamento da equipe de funcionários para que o dono são seja obriga a ‘fazer tudo sozinho’, e faça com que tudo caminhe como ele julgue adequado mesmo quando está longe, sem preocupações maiores. Para quem ainda tem um empreendimento como ideia distante que deseja colocar em prática, esta é uma ótima leitura como ponto de partida.

O lado difícil das situações difíceis: Como construir um negócio quando não existem respostas prontas

Empreender não é um mar de rosas, em um universo que exige planejamento, pesquisa e estruturação, pode ser frustrante ter de lidar com situações de instabilidade externa que acontecem sem que haja uma explicação exata, ou mesmo lógica.

O livro “O lado difícil das situações difíceis: Como construir um negócio quando não existem respostas prontas”, ajuda seu leitor a se situar quando confrontado com este tipo de caso.

Bem Horowitz é um experimentadíssimo empreendedor do Vale do Silício que já iniciou startups, vendeu, quase faliu por mais de uma vez, comprou e adquiriu outros tantos negócios de alta tecnologia.

“Dica para aspirantes a empreendedor: Se você não gosta de escolher entre o horrível e o catastrófico, não se torne um CEO”, esta é uma das situações difíceis das quais Horowitz aborda em seu livro.

Horowitz traz insights importantes e claros de como não deixar o fracasso diminuir sua foco nos negócios. Por mais que você faça tudo direito em sua empresa, existem fatores além de seu alcance que podem botar tudo a perder e é essencial ter resiliência para enfrentar tais situações e ter pulso firme para tomar decisões difíceis ao longo do caminho.

Já teve de demitir diversas pessoas, entre elas amigos próximos, que trabalhavam para você? Já perdeu centenas de milhões de dólares da noite para o dia? Essas são apenas duas das situações que Horowitz passou.

“As pessoas me perguntam ‘Qual o segredo para ser um CEO de sucesso?’. Infelizmente, não há segredo, mas existe uma habilidade importante que se destaca: a de se focar e tomar a decisão certa quando não há boas decisões a se tomar. São nos momentos em que você preferiria se esconder ou morrer é que você pode fazer a diferença como CEO. É passar pelos momentos de luta sem desistir e nem abrir mão de muita coisa”, diz Horowitz em outro trecho do livro.

Aventuras Empresariais

Missão, valores e objetivo. Estes são três fatores que continuam imutáveis no mundo dos negócios, mesmo com toda a avalanche de mudanças promovidas por novas tecnologias e pela mudança cultural na sociedade. “Aventuras Empresariais”, de John Brooks traz cases de sucessos e fracassos de grandes marcas multinacionais.

Brooks comenta que empresas não podem abrir mão de seu ethos, ao mesmo tempo que não pode ignorar oportunidades que apareçam ao longo de seu caminho.

Você sabia que no fim de 1960 a montadora Ford Motor Company teve um prejuízo calculado em US$350 milhões com o lançamento fracassado do modelo Edsel?  Ou que a empresa copiadora Xerox vendeu a preço de banana para um certo jovem Steve Jobs aspectos de seu computador pessoal, o Alto Xerox, que trazia a primeira experiência de enthenet que conjugava o uso de um aparelho que viria a ser o mouse e interface com o usuário na tela do computador.

Tudo porque essas empresas, com toda sua estrutura e diferentes setores com tarefas bem delineadas ignoraram pesquisas e tecnologias que elas próprias produziam. Brooks comenta passo a passo dos erros cometidos e deixa no ar como a história poderia ter sido radicalmente diferente se pequenos sinais fossem melhor percebidos pelos responsáveis.

Bill Gates já disse em público que este é um de seus títulos favoritos e que o ajudou muito nos tempos em que estava à frente das operações da Microsoft.

O Monge e o Executivo

Uma obra que entra na lista de dicas de livros para empresários fala sobre relacionamento interpessoal, liderança, motivação e poder.

Por meio da história sobre o executivo Leonard Hoffman, que largou a carreira de executivo empresarial para se tornar um monge beneditino, James C. Hunt traz uma fábula fascinante sobre os princípios fundamentais dos verdadeiros líderes.

Lançado em 2006, “O monge e o executivo” foi um sucesso de crítica e vendas por tratar de temas universais sobre o relacionamento humano e a capacidade de extrair o que há de melhor entre aqueles que nos cercam.